Ex-repórter da TV Cabugi morre em decorrência de leucemia

O ex-repórter esportivo da TV Cabugi, nos anos 90, Alexandre Agaffi, faleceu nessa quinta-feira, aos 53 anos, em decorrência de leucemia. Há cerca de dois anos ele tratava a doença. O velório está acontecendo na Igreja do Nazareno, em Parnamirim, e o sepultamento ocorrerá nesta sexta-feira no cemitério Morada da Paz.

Segundo a jornalista Marília Estevão, que foi colega de Agaffi na extinta emissora, ele já não atuava como jornalista há bastante tempo. Atualmente trabalhava como representante de uma indústria de medicamentos e também era pastor evangélico. “Era uma criatura doce, com um bom humor invejável e um jogo de cintura digno de um craque de futebol. Foi embora jovem, mas, a esta altura, ele já deve estar de boa, lá no céu, esbanjando a simpatia e o sorrisão aberto. Meus pêsames à família e aos demais amigos que tiveram o privilégio de conviver com ele”, lamentou.

A jornalista Sil Costa Bezerra Costa também comentou a morte de Agaffi nas redes sociais. “Ele era da minha turma de Comunicação na UFRN. Gente boa demais, alegre, estava sempre sorrindo e bem humorado. Nem tive coragem de ir ao velório, eu sou muito emotiva”.

Alexandre Agaffi também teve passagem como repórter na TV Ponta Negra. Nos anos 80, em Natal, ele integrou as bandas de rock pesado Terrorzone e Sodoma, onde tocava contrabaixo com Roosevelt (bateria), Sérgio (vocal), Paulão (guitarra) e Edu Heavy (líder e guitarrista e filho do jornalista Luiz Maria Alves, ex-diretor do Diário de Natal, já falecidos).

*Wagner Guerra

Qual sua opinião?