Profissionais da saúde cantam para levar esperança a pacientes internados com a Covid-19 em Natal

Equipe de profissionais do Hospital Rio Grande — Foto: Reprodução

Os profissionais da saúde que atuam no combate à pandemia de Covid-19 no Hospital Rio Grande, em Natal, prestaram uma homenagem aos pacientes que se recuperam da doença na unidade. Liderado pelo médico Luiz Roberto Fonseca, um grupo de profissionais da saúde percorreu os corredores do hospital cantando músicas de apoio e esperança.

A iniciativa, que ocorreu na sexta-feira (26), partiu de um grupo de coral formado pelos próprios médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas e outros profissionais da unidade. A ideia é que o momento musical e religioso se repita semanalmente como forma de diminuir o estresse entre os pacientes para uma recuperação mais rápida da doença.

De acordo com o médico Luiz Roberto Fonseca, que também é diretor da unidade, as músicas que levam mensagem de fé, esperança e otimismo entoadas pelos corredores do hospital também contribuem para a diminuição da carga emocional e psicológica entre a equipe médica, que sofre com o cansaço e a fadiga dos plantões exaustivos.

“De um lado temos os profissionais exaustos que muitas vezes precisam cobrir os colegas que ficaram doentes. Do outro, temos os pacientes que chegam com o medo de morrer pela doença e precisam lidar com o isolamento. Durante 15, 20 dias, os profissionais da saúde se tornam a única família dessas pessoas e o único contato delas com o mundo externo”, detalha Luiz Roberto.

Ainda segundo o médico, a redução dos níveis de estresse está diretamente ligada a recuperação do paciente. Com a ansiedade provocada pelo isolamento, as pessoas acabam desenvolvendo respostas mais lentas ao tratamento da Covid-19.

“Não temos remédio para esta doença, então a melhora do paciente depende de uma reposta imunológica. O estresse, a ansiedade, por exemplo, comprometem a imunidade. Então se a pessoa está ansiosa e estressada, ela não irá responder bem ao vírus. Por isso que o humor do paciente é tão importante e as músicas têm ajudado nisso”, explica o médico Luiz Roberto Fonseca.

Com a boa receptividade de pacientes e profissionais do hospital, a expectativa é de que o momento musical se repita ao longo das próximas semanas e continue acelerando o processo de recuperação das pessoas infectadas com o coronavírus.

Do G1 RN

Qual sua opinião?