Beterraba ajuda a diminuir a pressão arterial: veja mais 5 benefícios

OUL – A beterraba é uma raiz tuberosa que teve sua origem na Europa. De acordo com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), há três tipos: a açucareira, usada para produção de açúcar; a forrageira, para alimentação animal; e aquela que é consumida como hortaliça, o tipo mais conhecido no Brasil.

O alimento se destaca como fonte de manganês, potássio e folato. Além disso, possui vitaminas C e do complexo B, ácido fólico, carotenoides, betacaroteno e betalaína, que é um antioxidante.
Esse vegetal cozido possui cerca de 32 kcal em cada 100 g e apresenta muitas fibras. A beterraba é bastante consumida em saladas e na forma de suco. Com sua cor vibrante, que varia entre roxo e vermelho, ela ganha destaque nas receitas por seu sabor levemente adocicado. Veja detalhes sobre os benefícios desse vegetal.

  1. Controla a pressão arterial
    Consumir beterraba ajuda a diminuir a pressão arterial. Isso ocorre devido à presença de uma substância chamada nitrato, que melhora a dilatação das veias, o fluxo sanguíneo e a passagem do oxigênio. Ter a pressão arterial controlada ajuda a diminuir os riscos de ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais (AVC).
  2. Melhora o desempenho físico
    Mais uma vez, os nitratos são responsáveis por um benefício: consumir o alimento melhora o desempenho das mitocôndrias, responsáveis pela produção de energia. O nitrato se transforma em ácido nítrico no organismo e ajuda a levar nutrientes para os músculos, aumentando a energia e a recuperação muscular.
  3. Faz bem para o sistema digestivo
    A beterraba é uma fonte de fibras, o que melhora a digestão. A fibra vai para o cólon ao ser consumida, onde alimenta as boas bactérias intestinais, facilitando a eliminação das fezes. Com isso, previne também problemas como constipação e doenças inflamatórias intestinais.
  4. Melhora a função cerebral
    Estudos mostram que o consumo de beterraba pode melhorar a função cerebral e as habilidades cognitivas. Os nitratos promovem a dilatação dos vasos sanguíneos e aumentam o fluxo sanguíneo no cérebro. Sendo assim, o órgão passa a funcionar melhor.
  5. Promove a saciedade
    A presença das fibras ajuda a aumentar a saciedade e assim diminuir a ingestão de calorias. Além disso, possui bastante água em sua composição e poucas calorias. Consumida crua ou no suco sem coar, a beterraba pode contribuir para o emagrecimento.
  6. Diminui a glicose no sangue
    Devido à presença de antioxidantes, a beterraba contribui para diminuir os níveis de glicose no sangue. Também aumenta a sensibilidade à insulina, o que faz bem para quem tem diabetes. Por mais que ela tenha um índice glicêmico médio (54), a carga glicêmica (ou seja, a quantidade total do carboidrato) é baixa (5), devido a alta quantidade de fibras.

Beterraba combate anemia?
Uma questão bastante frequente sobre o consumo da beterraba é se ela é eficaz no combate à anemia. A verdade é que o legume até ajuda a prevenir, mas não pode ser considerado um alimento rico em ferro —cerca de 100 g da beterraba cozida contém apenas 0,2 mg. Lembrando que a anemia ferropriva é causada pela deficiência de ferro, que é um nutriente essencial ao organismo, que realiza o transporte de oxigênio para as células do corpo e ajuda na produção dos glóbulos vermelhos.

  • Benefícios em estudo –
    Reduz a inflamação: pesquisas realizadas em cobaias comprovaram que o suco de beterraba pode ser eficiente no combate a inflamações. Em um desses estudos, que foi realizado com ratos, o alimento conseguiu diminuir a inflamação nos rins.
  • Possui propriedades anticancerígenas: a beterraba possui antioxidantes que podem ajudar a combater o câncer.
    Uma pesquisa realizada em animais mostrou que o extrato de beterraba reduziu o crescimento de células malignas. Já um estudo realizado em tubo de ensaio comprovou que o extrato de beterraba diminuiu o crescimento de células malignas de câncer de próstata e de mama.
  • Protege o fígado: o consumo de suco de beterraba pode ser benéfico para a saúde do fígado. É o que indica um estudo realizado em ratos com lesão hepática. De acordo com a pesquisa, os roedores que receberam extrato de beterraba tiveram menos danos no fígado em comparação com os outros ratos.
  • Diminui o colesterol: uma pesquisa realizada em ratos mostrou que o extrato de beterraba reduziu o colesterol total e os triglicerídeos e aumentou o colesterol HDL (bom). De acordo com os pesquisadores, esse benefício ocorre devido aos seus fitonutrientes, como os flavonoides presentes no alimento.

Qual sua opinião?