Procurador de MG que chamou salário de R$ 24 mil de ‘miserê’, recebeu R$ 124 mil nos dois meses seguintes

 “O valor a mais veio por conta de indenizações e remunerações retroativas. Azeredo tirou licença médica em setembro, retornando no dia 7 de novembro.

O procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais Leonardo Azeredo dos Santos, que se se envolveu em uma polêmica ao julgar como ‘miserê‘ seu salário de R$ 24 mil, recebeu bem mais do que isso em agosto e setembro. Ele foi beneficiado com R$ 124 mil nos dois meses.

O valor a mais veio por conta de indenizações e remunerações retroativas. Azeredo tirou licença médica em setembro, retornando no dia 7 de novembro. 

Em agosto, o procurador recebeu um salário de R$ 35.462,22. Porém, com as indenizações, o provento foi a R$ 76.794,29.

Em setembro, o holerite, com os complementos, foi a R$ 47.235,56. Somados os dois meses, Azeredo recebeu R$ 124.029,85.

Justiça Potiguar

Qual sua opinião?