Popularidade da presidente Dilma Rousseff cai para 7,7%, diz pesquisa CNT/MDA

Pesquisa CNT/Instituto MDA divulgada nesta terça-feira revela que a avaliação positiva da presidente Dilma Rousseff caiu de 11% para 7,7% dos entrevistados, em julho, se comparado com a última sondagem realizada pelo instituto, em março. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões, entre os dias 12 e 16 de julho de 2015.

Este resultado revela o pior desempenho da série histórica das pesquisas da CNT, que começaram em julho de 1998. Até então, o pior índice de aprovação foi do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em setembro 1999, com 8%.

Na região Sudeste é onde a presidente obteve o pior desempenho. Entre péssimo e ruim, ela obteve 57,4 e 16,9, respectivamente, seguido de 17,2% de regular, 6% de bom e apenas 1,6% de ótimo. No Centro-Oeste e no Norte do país, 53,5% e 14,1%, respectivamente, dos entrevistados consideraram o governo de Dilma péssimo e ruim. Nessas duas regiões 21,5% avaliaram o governo como regular, seguido de 7,4%, bom, e 1,7%, ótimo.

No Sul, Dilma obteve 44,3% e 22% de péssimo e ruim, respectivamente; seguido de 27% ( regular), 4,7% (bom e 0,7% (ótimo. No Nordeste, o desempenho da represidente é considerado péssimo por 48%; 21,7% (ruim); 21,7% (regular); 6,7% (bom; e 1,5% (ótimo).